Cyro Martins - Instituto de Psiquiatria

Artigos

O Instituto Cyro Martins disponibiliza artigos interessantes para o conhecimento e atualização de nossos estudantes e profissionais. Confira você também nosso material de leitura.

As Diversas Faces do Ciúme no Casal

Publicado dia: 04/12/2014


O famoso sentimento que tem cor, como escreveu William Sheakespeare em Otelo
(1603) “… monstro de olhos verdes…” possui várias fontes que o alimenta.
A minha proposta, no entanto, será poder falar em ciúme pela polaridade do positivo e
o negativo ou até onde um sentimento pode ou não interferir na vida afetiva de uma
pessoa.
Falar em ciúme sem dúvida é muito mais fácil do que sentir. Mas, e porque será que tal
emoção provoca tantos receios?
Do ponto de vista fisiológico comprova-se que há um significativo aumento na
liberação de neurotransmissores na corrente sanguínea que alteram a ordem do
pensamento comum em relação a algo ou a alguém.
Do ponto de vista psíquico é como se houvesse um circuito de idéias que leva o sujeito
a perceber uma real ameaça de perda do objeto desejado.
E, aqui, quero colocar que vou me ocupar de um tipo de relação provocadora de
ciúmes. A relação entre ciúmes e o vínculo de amantes.
Considero importante fazer esta diferenciação, pois, se sabe que este sentimento pode
ser experimentado tanto em relação a pessoas, como também, em relação a animais,
objetos e outras situações inespecíficas que desordenam o sujeito.
Bem se todo o relacionamento parte do encontro entre duas pessoas, o ciúme se dá
no encontro entre duas pessoas e o perigo do surgimento de outro. O que era de dois
passa a ser de três. Este outro, não necessariamente, será real. Pode ser apenas uma
idéia equivocada e inconveniente que passa a assolar a mente do ciumento.
A partir, então, da possibilidade de ocorrer o afastamento daquele que está investido
de todo o desejo como ser amado o sentimento de esvaziamento faz o “sofredor” ir à
busca de informações que possam aliviar ou afastar este medo.
Talvez, seja por isto que algumas atitudes do ciumento sejam tidas como loucura. É
perfeitamente compreensível que se pense assim, porque, a pessoa passa a ter
condutas que não condizem com o observável em seu cotidiano.
Aquele que se mostrava tranquilo passa a ser agitado, o ambiente de calmo torna-se
efervescente, o humor descontrola e os momentos de animosidade entre o casal
entram para o dia a dia.

Artigo escrito por:
Instituto Cyro Martins

O Instituto Cyro Martins é uma instituição cientifica que visa o ensino, a prevenção e tratamento em saúde mental, com a participação de uma equipe multidisciplinar.



Gostaria de ler sobre algum assunto que não encontrou aqui? Deixe uma Sugestão

X